BRASIL – O pastor Silas Malafaia disse que não irá se reunir com o ex-juiz Sérgio Moro, declarado suspeito pelo STF. Segundo Malafaia, o pré-candidato ao Planalto pelo Podemos é “Judas e traíra”. Em suas movimentações de pré-campanha, Moro vem se reunindo com líderes evangélicos pelo país, inclusive aliados de Jair Bolsonaro.

Em dezembro de 2021, Moro se encontrou com o com o pastor bolsonarista R.R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus, e quer se encontrar com Silas Malafaia. Como interlocutor no meio evangélico, Moro conta com o fundador da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos (Anajure), o ex-juiz Uziel Santana.

Mesmo alegando que está aberto a conversas com outros políticos além do presidente, Malafaia disse que, para Moro, ele “não dá papo”. Criticou também atuação do ex-juiz como ministro da Justiça de Bolsonaro.

“No ano passado, ele viu trabalhadores sendo presos por causa de governos esquerdopatas insensatos e não abriu a boca para nada. Eu vou dar atenção a um cara desse? Manda ele plantar batata”, disse o pastor.